Vereador Julio Mariano comenta: Em época de crise é preciso ter jogo de cintura

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail
 

Administrar uma Prefeitura não é uma tarefa simples e em tempos de crise o desafio é maior, pois, quando o crescimento nacional é afetado pela queda na arrecadação, a receita dos municípios segue a mesma tendência, pois, é afetada pela redução de repasses de recursos financeiros da União e do Estado.  
O desemprego tem um peso muito grande nesta redução, pois os pais de família sem trabalho precisam colocar comida na mesa e uma das primeiras obrigações financeiras que deixam de pagar são os tributos municipais, como multas, taxas, IPTU entre outros, atingindo assim a arrecadação municipal.
Neste cenário, é necessário que a Administração Pública refaça as contas, e priorize investimentos tomando atitudes nem sempre compreensíveis à população, mas absolutamente necessárias.
O Vereador Julio Mariano comenta que é comum ouvir comentários elogiando a administração deste ou daquele prefeito, mas ninguém questiona ou lembra se tal administração foi em tempos de crise ou não, da mesma forma são avaliados funcionários públicos, ocupantes de cargos estratégicos, que eventualmente em tempos de ‘vacas gordas’, tiveram desempenho melhor do que neste momento de crise.
O mesmo acontece com os vereadores, que ainda que não tenham a função de resolver problemas, recebem as demandas da população e as encaminham ao Poder Executivo e seus departamentos em busca de soluções, mas quando não são atendidos, acabam sendo  rotulados  de péssimos Vereadores. Por tais motivos, o Vereador Julio Mariano defende que o planejamento e a estratégia de colocar as pessoas certas, nas funções certas são importantes.
Diante dessas incertezas, buscar alternativas para se adequar à nova realidade é uma atitude louvável, porém, é necessário que o governante tenha a ciência que as necessidades básicas da população devam ser tratadas como prioridades, e hoje qualquer pesquisa rápida na internet vai confirmar que o que a população são-roquense mais pede é a zeladoria, ou seja, a  manutenção das ruas e estradas,  limpeza da cidade, das escolas, dos rios, entre outras.
“Sei das dificuldades da atual administração. Sei que o Prefeito tem trabalhado muito situações que pareciam superadas e a todo instante impactam na Prefeitura, como Santa Casa, Coleta do Lixo, Transporte Público. Sabemos que não está dando para gerar emprego, não está dando para melhorar as condições  dos servidores, não está dando para terminar  obras herdadas de outros mandatos, porém, nessa hora é necessário jogo de cintura, deixar uma pequena dívida para a próxima gestão não seria tão agravante, desde que estes recursos fossem utilizados para atender os anseios básicos da população. Só assim o Prefeito ajudaria, e muito, não só os mandatos dos vereadores como também a qualidade de vida dos cidadãos são-roquenses “, finaliza Julio Mariano, do PSB, vereador de São Roque.