Projeto de Alexandre Pierroni que institui Programa de Higiene Bucal Infantil é aprovado na Câmara

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail
 

Na Sessão Ordinária da Câmara Municipal, realizada no último dia 8, foi aprovado o Projeto de Lei n° 80/2018, de autoria do vereador Alexandre Pierroni (Alexandre Veterinário), que institui a criação do “Programa de Higiene Bucal Infantil”.

Segundo Pierroni, o objetivo do Projeto de Lei é o de criar um Programa de caráter permanente para reduzir o índice de cárie e doença periodontal da população do município, promovendo informação e estimulando práticas como o hábito da higienização bucal diária, o ensino da técnica correta de escovação e o uso regular do fio dental.

O texto legal menciona também a possibilidade do Poder Público atuar em parceria com a iniciativa privada e organizações da sociedade civil, para juntos promoverem palestras, debates, criação de materiais educativos, exibição de filmes e exposições práticas, além de campanhas de fornecimento de escovas, pastas, fios dentais e outros materiais necessários à realização da higiene bucal.

Segundo dados do IBGE, divulgados em 2015, apenas 53% dos brasileiros escovam os dentes com os três itens fundamentais para uma higiene bucal, ou seja, usam a escova, a pasta e o fio dental.

Já na infância, há diversos artigos que enfatizam que os pais não dão importância para a prática da escovação em bebês e crianças. Não acreditam que os dentes de leite devem ser escovados, pois serão substituídos, mas é importante ressaltar que perdas prematuras e processos infecciosos podem prejudicar a dentição permanente. Além disso, há a necessidade de dar uma atenção especial ao molar dos seis anos (primeiro molar permanente, que é confundido com dente de leite e sua perda pode prejudicar a arcada e oclusão futura.

“Promover e incentivar práticas como a higiene bucal correta é obrigação do Poder Público, afinal, é na infância que se estabelecem as práticas para toda a vida, saudáveis ou não, e ensinando as formas corretas, é possível prevenir e evitar doenças relacionadas à boca, e tantas outras que se manifestam ou se contraem através dela”, fala o vereador Alexandre Pierroni.