Vereador Niltinho Bastos fala sobre parceria entre Câmara Municipal e Santa Casa nos últimos dois anos

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail
 

No próximo dia 31 de dezembro, o vereador Niltinho Bastos deixará a Presidência da Câmara são-roquense após dois mandatos, encerrando um período de dois anos onde demonstrou que, além de líder político e administrativo da Casa de Leis, também foi humano, ao renunciar a quase R$4 milhões do orçamento do legislativo no período, para ajudar a manter a Santa Casa de Misericórdia de São Roque.

Niltinho conta que administrou a Câmara com zelo pelo patrimônio público, ao promover reformas e adequações necessárias ao prédio da instituição que serve à comunidade, assim como zelou pela imagem da Casa de Leis junto à população, ao promover a transparência total de todos os documentos e atos do legislativo através do site institucional.

“Mas, o cuidado mais importante foi com o dinheiro público porque, através de uma gestão financeira responsável, também zelamos pela saúde da população, renunciando aos nossos próprios recursos para que fossem repassados à Santa Casa”, comenta.

Segundo o Presidente, os valores foram repassados conforme a disponibilidade da Câmara, tentando atender as demandas pontuais do hospital, com o objetivo de garantir a continuidade dos atendimentos. Através de um acordo com o Poder Executivo, o Presidente fez devoluções antecipadas de recursos da Câmara à Prefeitura que, por sua vez, fez Projetos de Lei pedindo autorização para a transferência de recursos à Santa Casa.

No último dia 26, os vereadores aprovaram por unanimidade o Projeto que autorizava o repasse de R$600 mil que, segundo o Presidente, garantiu o pagamento integral do 13° salário dos funcionários da Santa Casa. Na sessão do dia 03, mais R$500 mil foram aprovados nas mesmas condições e com a mesma destinação.

“Estou terminando meu segundo mandato como Presidente da Câmara nesta legislatura e sou muito grato a todos os vereadores por sempre aprovarem os projetos onde renunciamos nossos recursos em nome da Santa Casa, então, esse mérito do envio de quase R$4 milhões não é só meu, é nosso”, finaliza Niltinho Bastos.