Vereador Julio Mariano comemora o fim do “Bota Fora”

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail
 

Foi com muita satisfação que nesta semana o Vereador Julio Mariano tomou conhecimento de que uma de suas bandeiras levantadas em campanha, que era a retirada do “Bota Fora” do antigo “Campo da Peterco”, nos fundos da área da Prefeitura, estava em andamento.
O Vereador já havia conversado com o Prefeito Claudio Góes informalmente sobre o assunto e posteriormente feito o pedido, em 03/01, por meio da Indicação de protocolo nº 97/2017, mesmo antes da leitura da Indicação que deverá ocorrer na primeira Sessão Ordinária e que somente depois passa a ficar oficial, já foi de pronto atendida.
Nesta Indicação, o Vereador também pede que a área seja reaproveitada com algum projeto prevendo a prática esportiva e de lazer para a comunidade, porém, Julio Mariano entende que a situação financeira do Município não é nada boa e pretende estudar uma maneira de ajudar se possível a realizar esta obra, desde que seja este um  dos projetos do Executivo. Na mesma oportunidade, o Vereador também protocolou outra Indicação, a de nº 98/2017 que indica ao Executivo que seja criado “Ecopontos” para descartes de entulhos para a população e a Indicação nº 99/2017 que Indica a criação de “Bota Fora Municipal” para descartes de caçambeiros.   
Ecopontos são locais de entrega voluntária de pequenos volumes de entulho (até 1 m³), grandes objetos (móveis, restos de poda de árvores etc.) e resíduos recicláveis. O entulho gerado por construções, demolições e pequenas reformas em prédios ou residências, que são jogados de maneira ilegal em avenidas, ruas e praças, têm gerado sérios problemas ambientais para a cidade e para a população, que está perdendo espaços de lazer e recreação. Para combater este tipo de crime, uma das saídas é ofertar áreas para depósito regular dos resíduos da construção e demolição de pequenos geradores, além de facilitar e incentivar a reciclagem desses materiais. Nos “Ecopontos”, o munícipe poderá dispor do material gratuitamente em caçambas distintas para cada tipo de resíduo. Posteriormente, os materiais recicláveis (papel, papelão, vidro e alumínio) também podem ser levados para os Ecopontos e de lá serão encaminhados à COOPERSOL-SOL – Cooperativa de Catadores de Lixo Reciclável de São Roque, situada na Rua João De Candinha, no Bairro do Marmeleiro.
Julio Mariano explica que não pode ser levado ao Ecoponto lixo domiciliar comum, lixo eletrônico, pilha, óleo, material hospitalar ou industrial. Outra demanda em nosso município é a falta de uma área própria para que os Caçambeiros (empresas que alugam caçambas para retirada de todo tipo de entulho), possam descartar  os resíduos de suas coletas. Atualmente as empresas que prestam este tipo de serviço em nossa Cidade têm que se deslocar para outros municípios e pagam pelo descarte destes entulhos. Com isto, hoje quem necessita contratar este serviço tem que desembolsar cerca de R$ 150,00 por uma caçamba com capacidade de 5 metros cúbicos e este valor desestimula o cidadão que muitas vezes opta por jogar os descartes em locais impróprios. “ Hoje, se andarmos pelos locais mais escondidos de nosso município podemos constatar a criminalidade ambiental sendo cometida. Locais como a Av. Antonio Pannellini (antiga Estrada Paraná/São Paulo) no Jardim Mosteiro, trecho atrás   da empresa Naco Base, final da Rua Manoel Bandeira na São Rafael, ou no final da Rua Horacio Manley Lane no Bairro do Marmeleiro, com certeza é possível encontrarmos todo tipo de descartes irregulares. A placa criada pela Prefeitura, que menciona a lei que poderá punir o cidadão não consegue intimidar mais os infratores. Quero agradecer ao Prefeito Claudio Góes pela iniciativa de retirar o “bota fora” dos fundos da Prefeitura, mostrando assim a preocupação do Administrador Municipal com o meio ambiente. Além do mais, uma área nobre como aquela passa a ficar a disposição do Executivo para projetos de maior interesse público. Ficamos agora na expectativa que as outras Indicações encontrem viabilidade técnica de serem executadas para que venham a atender os anseios dos cidadãos são-roquenses”,   finaliza o Vereador Julio Mariano.