Vereador Etelvino defende teses durante Congresso Estadual de Municípios

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail
 

Durante sua participação no 62º Congresso Estadual de Municípios, realizado na semana passada, na cidade de Santos, o Vereador Etelvino apresentou seis teses com o propósito de pedir recursos estaduais para o município.

Etelvino explica que as reivindicações visam solicitar o recebimento de verbas públicas para obras de melhorias nos Bairros mais afastados de São Roque e também na área de Saúde. A reivindicação de nº 15/2018 pede que sejam feitos estudos visando à construção de uma rotatória na altura do km 47,5, na Rodovia Raposo Tavares, pois hoje quem precisa acessar aos Bairros do Carmo e Caetê encontra dificuldades, devido ao alto fluxo de veículos na referida via.

Já a reivindicação de nº 16/2018 dispõe sobre a solicitação do envio de R$400 mil para restauração da Casa Grande e Senzala do Bairro do Carmo. “O Bairro do Carmo é um local com grande potencial turístico e infelizmente estes dois imóveis históricos estão se deteriorando a cada dia, por isso, fiz a tese para pedir ao Governador e ao Secretário de Cultura esse montante”, explica o parlamentar.

O Vereador Etelvino protocolou a reivindicação de nº 17/2018, pleiteando assim recursos para pavimentação asfáltica da Estrada do Juca Rocha, no Bairro Juca Rocha. A reivindicação nº 18/2018 pede verba para urbanização das Travessas José Alves, Aroldo Cândido, João Valério e Silverino José Coelho situadas nos Bairros Vila Mirim, Pavão e Canguera.

Etelvino comenta, ainda, que defendeu a tese de nº 19/2018, solicitando ao Governo do Estado o valor de R$500 mil para construção de uma ponte de concreto na divisa dos municípios de Ibiúna e São Roque, entre as vias Rua Capitulina dos Santos (Bairro Pavão) e Estrada Arlete Cabrera Rossin (Bairro Votorantim).

Na área da Saúde, Etelvino busca a vinda de R$1 milhão para aquisição de novos equipamentos e manutenção da Santa Casa, local que atende toda a região por meio do Sistema Único de Saúde – SUS.

As teses serão encaminhadas aos órgãos competentes.