Por mais segurança, vereador Marreiro pede adiamento de Projeto do Executivo

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail
 

Na última Sessão da Câmara, realizada em 17 de abril, o vereador Rafael Marreiro pediu o adiamento da votação do Projeto de Lei n° 30/2017, de autoria do Poder Executivo, que pede abertura de crédito de R$8,76 milhões, alegando a falta de destinação de verbas dentro deste valor para investimentos em serviços públicos como, por exemplo, a segurança da população.

O texto do Projeto determina que tal valor será usado para o pagamento de cestas básicas, vale alimentação e exames laboratoriais dos funcionários públicos, bem como contas de água, energia e telefone dos prédios públicos. O vereador, que desde seu primeiro mandato luta por mais segurança para o município e já conquistou, entre outros benefícios, a realização de concurso público para o aumento do efetivo e a implantação do Plano de Carreira da Guarda Civil Municipal (GCM), bem como o pagamento de pró-labore para a Polícia Militar (PM) para que esta realize mais serviços em prol da comunidade, ajudando a aumentar a segurança.

Marreiro conta que, na última administração pública o número de GCMs diminuiu após aposentadorias e afastamentos de alguns, seus salários também diminuíram por perdas na reposição salarial e a motivação para o trabalho está prejudicada por falta de investimentos em equipamentos e treinamentos dos profissionais. Já A PM, teve o pagamento de pró-labore suspenso pelo ex-prefeito e acabou por perder parte de seu contingente para outras cidades por falta deste incentivo.

“Pedi o adiamento da votação do Projeto porque precisamos, entre outras coisas, de mais verba pra segurança pública e já estou em entendimento com o Prefeito Cláudio Góes para que isso aconteça e pedi mais GCMs, melhores salários, veículos e condições de trabalho para eles e, para a PM, a volta do pró-labore, para que juntos eles possam oferecer mais segurança pra toda a população de São Roque”, encerra.