Com apoio do vereador Cabo Jean, Santo Antonio é o primeiro bairro monitorado por câmeras em São Roque

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail
 

O vereador Cabo Jean tutor do Programa Vizinhança Solidária da Polícia Militar no bairro Santo Antônio, apoiou e integrou o grupo de moradores que se uniu para a instalação de câmeras de monitoramento em suas ruas objetivando mais tranquilidade e qualidade de vida.

O monitoramento, composto por cerca de 20 câmeras, funciona 24h por dia priorizando entradas e saídas dos bairros, registrando imagens das entradas e saídas do bairro, além de fotografar as placas de todos os veículos que o adentram.

Segundo o vereador Cabo Jean, um dos idealizadores do projeto, cerca de 90 moradores do bairro se uniram para custeá-lo e mantê-lo, alguns inclusive disponibilizam as próprias residências e serviços de internet para que o aparato de imagens funcione, mostrando coesão e espírito de pertencimento.

“Além das câmeras, também serão instaladas placas do “Programa Vizinhança Solidária”, alertando a todos que o bairro é monitorado pelos moradores e que qualquer atitude suspeita a polícia será acionada”, explica Cabo Jean, “o objetivo principal é prevenir e evitar a ação de meliantes que praticam delitos de todos os tipos, inclusive aqueles praticados com uso de veículos, que normalmente são os mais graves”, completa.

Com as imagens, o bairro poderá contribuir ainda mais com o trabalho das polícias Militar e Civil quando necessário for, bem como, seus moradores terão maior sensação de segurança, já sentida pela presença constante da PM como suporte ao seu programa Vizinhança Solidária que já obteve resultados positivos, além de promover a interação dos moradores que são as pessoas que mais conhecem a rotina da região.

“Foi um desafio pessoal e um sonho que se realizou com a ajuda de um grupo de moradores que se uniu para implantar primeiro o programa ‘Vizinhança Solidária’, que é 100% regido pela Polícia Militar, e desta experiência, esse mesmo grupo uniu forças para custear a instalação do monitoramento, como uma extensão dos olhos da polícia, garantindo assim maior sensação de segurança”, comenta Cabo Jean.

O parlamentar explica que o grupo de moradores não é uma associação, mas um grupo de pessoas disposto a ter e a contribuir para a tranquilidade, custeando através de rateio a compra de equipamentos e os serviços de instalação, manutenção e operação.

“Quando a união, a seriedade, o comprometimento, a solidariedade, e o respeito ao próximo caminham juntos, conseguimos realmente fazer a diferença, e agradeço cada um que confiou neste projeto que hoje se tornou uma realidade. Parabenizo todos os moradores envolvidos e desejo que este nosso trabalho sirva de incentivo e motivação para outros bairros do município, pois, por mais que seja uma obrigação do Poder Público garantir a nossa segurança, nesse caso do Estado, é nossa obrigação como cidadãos colaborarmos para isso e assim demos um passo adiante, agimos e contribuímos de maneira fundamental.” finaliza o vereador Cabo Jean.